quinta-feira, 25 de novembro de 2010

DICAS PARA DEFESA DE TRABALHOS

O texto a seguir, embora tenha como público-alvo estudantes de pós-graduação, traz algumas dicas úteis para quem deve apresentar trabalhos de conclusão (de curso ou de módulo) a uma banca examinadora. Confira.
Postura diante da banca
Celia Ribeiro

Concluído o preparo para defender a dissertação de mestrado ou a tese de doutorado perante a banca examinadora, os candidatos enfrentam dúvidas sobre o traje e a postura durante a apresentação. A escolha da roupa depende da faixa etária e do estilo. Há homens que comparecem de gravata e terno completo ou blazer. Este será em estampa príncipe de Gales ou tecido preto liso com botões dourados e calça lisa cinza. Uma calça jeans clássica é elegante também e descontrai o visual para a ocasião.
Hoje o que se observa mais são os candidatos se apresentarem sem paletó, de camisa social branca, em suaves tonalidades de azul, amarelo, rosa ou verde. Nesses casos, um cinto de qualidade será complemento indispensável. Importante para quem está de terno é calçar sapato escuro de cadarço. Mocassim fica para o candidato vestido de modo mais descontraído, sem esquecer que a meia será sempre escura como o sapato ou na cor da calça. Tênis não. De chegada, causa boa impressão o visual correto de um homem, com ou sem gravata, corte de cabelo impecável ou preso sobre a nuca se for longo.
A mulher, diante da banca, sabe que pode estar tanto de saia como de terninho, optando por uma cor de esmalte de unhas sem os modismos que desviam a atenção do seu rosto e do que está dizendo, como causam as bijuterias vistosas. Grandes decotes só debaixo de boleros.
Ficar com a mão no bolso ao apontar para o telão ou deixar as duas nos bolsos ao falar e ouvir uma pergunta do examinador é gafe numa situação formal como esta. Gesticular normalmente, sem abrir muito os braços, nem balançar o corpo, é a postura certa. O olhar estará dirigido ao telão e à banca examinadora para estabelecer a comunicação. Como os membros da banca passam algum tempo olhando a versão impressa da dissertação, o candidato olhar de vez em quando para a plateia ajuda a não parecer ignorado e conquistar a simpatia do público.
Zero Hora, 21 nov. 2010, p. 21. (Caderno Donna)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário